quinta-feira, 10 de março de 2011

É disso que eu to falando

O papel da imprensa sempre foi o de estar ao lado da boa informação e contribuir decisivamente para o bem estar da sociedade.

É com este intuito que nós estamos sempre tentando direcionar nossos esforços para aliar o nosso trabalho com a prestação de serviços e a informação que efetivamente interesse ao nosso telespectador local.

Muitas pessoas nos criticam por tentarmos passar a realidade de nossas comunidades e sairmos do padrão que alguns supostamente acham adequado.

Nós preferimos tratar da notícia e dos acontecimentos com a intenção de contribuir para uma cidade melhor.

Nós todos sempre transferimos algo em qualquer tipo de trabalho e não é no jornalismo que isso vai deixar de acontecer.

Não me importo em me emocionar ou ficar nervoso quando algo me aflige.

O que me interessa é a solução do problema e a conscientização da população, de deveres, direitos e obrigações.
~
Então quem quiser criticar, que o faça. Mas se preferir contribuir com a cidade, se alie a nós.

É disso que eu to falando...

4 comentários:

  1. Roberto, quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação. Vc com certeza está no caminho certo, continue assim, intenso, verdadeiro, sem máscara, contribuindo de forma irrefutável. Parabéns!M.Helena

    ResponderExcluir
  2. Marcos A. S. Almeida10 de março de 2011 10:32

    Concordo com você.Desde que não se cometa injustiça, é um dever do jornalista dar voz ao povo, este sim , constantemente injustiçado.E em última análise, o jornalista é povo, é humano, portanto têm sentimentos e têm que externá-los , desde que, como disse antes, não se cometa injustiça e também excessos.
    No que diz respeito ao jornalismo, hoje na tv aberta , entre as ditas grandes emissoras, temos 2 extremos: a Record e a Globo.Costumo dizer aos amigos e parentes que o mundo não é tão feio quanto á Record pinta nem tão bonito quanto a Globo pinta.O jornalismo da Record é sensacionalista e populista , o que é ruim e o da Globo é elistista e excludente, o que também não é bom.O que eu recomendo á todos é que vejam o jornalismo das duas , para aí sim , chegar á uma conclusão pessoal.Na verdade buscar várias fontes, várias opiniões para os mais diversos assuntos deve ser uma prática do nosso dia-a-dia para tomar-mos decisões acertadas.Sem contar que nos engrandece como pessoa o acúmulo de informação.

    ResponderExcluir
  3. O "padrão" é tão covarde e preguiçoso quanto a crítica e você tá sim no caminho certo.
    Autenticidade - há quem não aguente.

    Sabe o que você tá ensinando a todos nós, que vivemos entre montanhas e sem eco? A COMUNICAÇÃO.
    Os deuses te abençoem.

    ResponderExcluir
  4. essa sua frase: QUEM QUISER CRITICAR QUE O FAÇA !, esconde certo descontentamento em ser questionado. Homem publico como vc, sempre será questionado , seja sendo elogiado ( na maioria das vezes ) ou criticado. Um dia será vidraça, quando certamente será vereador de nossa cidade.

    ResponderExcluir