sexta-feira, 2 de setembro de 2011

CPMF, sim ou não?

Para custear a saúde temos que ter dinheiro, certo? e este dinheiro, era pra vir da CPMF, mas a grana era " desviada", ou relocada para outros fins.

A presidente Dilma está defendendo um imposto para custear a saúde, e não adianta, quem acaba pagando isso somos nós, mas pelo menos com este imposto, quem tem mais, paga mais.

Acredito que o fim da contribuição seja um manifesto dos mais ricos e poderosos contra esta atitude que na verdade é necessária, mas que dói mais no bolso de quem tem mais.

Não sei se está é a solução definitiva, mas tenho certeza que vai melhorar alguma coisa, se posta em prática.

Outras alternativas podem ser criadas, mas não vejo probabilidades.

E sempre digo, a solução tem que vir de baixo pra cima. Quem tem mais, contribuiu mais, simples assim.

2 comentários:

  1. Marcos A. S. Almeida - Morador do Indaiá2 de setembro de 2011 10:33

    Roberto, vi seus argumentos na televisão e não pude deixar de vir aqui comentar;Primeiramente sou pobre, movimento pouquíssimo a minha conta , contribuo com a LBV sempre que posso e sou TOTALMENTE CONTRA.Porque? Por que evidentemente não irá para a saúde.Temos muito mais evidências de que NÃO irá do que evidências que irá pro destino correto, vide o próprio episódio do DR.Jatene.Porque você acredita que a Dilma será a nossa fiel depositária?Porque você têm simpatia pelo PT? Você não acha que a carga tributária já é suficientemente alta pra adicionar mais uma?Você não têm visto no noticiário os recordes de arrecadação feitas pela Federação?Pra onde esse dinheiro vai?Você não acha uma afronta nós ver-mos nosso suado dinheiro escoando para os bueiros da corrupção e a Exma querendo criar mais uma fonte de EXTORSÃO obrigatória? Sinceramente , ou você é desinformado ou realmente é "fã" da Dilma, porque não vejo motivos para ninguém com bom senso concordar.Esse seu argumento de que "paga mais quem têm mais" , parecendo um discurso "lulista" contra a famigerada "burguesinha" - parafraseando o apedeuta - também é fraco, porque a taxação irá para os mais pobres em cascata,taxa sobre taxa, favorecendo aos comerciantes desonestos que só vivem de especulação - recebe o imposto baixo, cobrando um valor maior.Enfim, exponha ao menos UM fato concreto além da sua boa fé, é claro, para a defesa do imposto que eu retiro tudo o que disse.O Governo é como um viciado:quanto mais injetar-mos dinheiro em sua veia, mais ele precisará pra comprar novamente sua droga.
    Em tempo: o que você achou da absolvição da Exma Jaqueline Roriz , flagrada através de IMAGENS , recebendo propina com nosso suado dinheiro?Será que não era o da saúde?

    ResponderExcluir
  2. Olá Roberto. Acho prematuro e absurdo voltar com a CPMF novamente. No passado recente, os recursos vindos da CPMF foram utilizados pelo governo para diversos fins, mas para a saúde mesmo, foi um total desrespeito.

    Acho que tem outras formas melhores do governo redirecionar dinheiro para à saúde.

    O governo vem batendo recordes na arrecadação de impostos federais. Porque não se utiliza melhor da arrecadação? Gaste menos, faça uma administração mais voltada para os interesses sociais do Brasil.

    CPMF seria só mais uma forma de arrecadar mais pelo governo, e novamente estaríamos todos pobres e ricos, bancando o que é de direito e obrigação dos governos federais, estaduais e municipais.

    O dinheiro existe, cabe então a quem administra saber usar.

    Abraços.

    Mauro Miranda

    ResponderExcluir