quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Empobrecendo a língua

Tenho percebido que por causa das possibilidades de comunicação da Internet as pessoas e principalmente os jovens estão escrevendo de uma outra maneira, errada por sinal, e isso empobrece a nossa língua, já tão "globalizada" por todos os lados.

Por causa da economia de tempo e muitas vezes pela preguiça, o não, para não usar o acento, agora é "naum". o Acho, sinônimo de acreditar, virou "axo". Alías os acentos da língua portuguesa foram abolidos por muitos. Não me lembro neste momento de outras palavras, mas são muitas e quem conversa principalmente pelo MSN sabe disso.

Tenho ouvido de professores amigos, que realmente este hábito vem sendo prejudicial à grafia. Uma simples redação ou até uma carta ou um texto qualquer vem sendo mal escritos devido a esta febre que contaminou muitos estudantes.

Vamos fazer uma campanha para não deixar a nossa língua morrer ou ficar pobre.

Não estou aqui querendo cobrar uma qualidade extraordinária, mas sim, tentando fazera minha parte para que não tenhamos uma língua quase esquecida.

6 comentários:

  1. LEANDRO TABOADA COUTINHO1 de dezembro de 2010 08:15

    Ih, Roberto. Se todo o problema fosse esse... ainda estava bom.

    A nossa língua não corre o risco de morrer porque ela já nasce "assassinada" para mais de 90% de nossa população. Exagero? Quem dera.

    A palavra PROBLEMA é usada corretamente por quantos porcento da população? E a palavra BASCULANTE? Xii, essa então...
    ASSOBIO é tão "difícil" de ser dito, que os dicionários já consideram ASSOVIO também como certo.
    O numeral DOZE é tão simples de se pronunciar, não é mesmo? Pois não nos cansamos de ouvir, na TV inclusive, pessoas abrindo a boca e soltando um sonoro "DOUUUUZE".

    Eu sei que devo estar sendo desagradável, mas o fato é que esse 'dialeto' do msn é só mais uma etapa da degradação de nossa língua.

    Ouvi no seu programa, na época da greve da educação, uma professora falando "TEJE". Tá gravado aí, é só procurar. E aí eu te pergunto: "que diabos é TEJE????" Só pode ser um derivado de ESTEJA, não é mesmo? Pois foi uma professora quem pronunciou.

    Vou terminar com uma pequena brincadeira, que seria trágica se não fosse cômica. Pegue a torcida do flamengo e faça uma enquete. Você acha que a grande maioria dos torcedores dirão que são FLAMENGUISTAS ou FRAMENGUISTAS?

    Deixo a resposta para você, mas tenho certeza que a segunda opção ganha com mais de 80%.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. po roberto... ta d sacanagem neh... xdb tcl assim
    :)

    ResponderExcluir
  3. Estou contigo e não abro. Eu que tenho filhos quase adolescentes, tento controlar esse mau hábito. Aqui em casa ainda se escreve e fala corretamente!
    Acompanho seus programas sempre que posso e agora estou seguidor do blog.
    Um abraço
    Fica o convite para conhecer meus blogs:

    http://picadinhodebacana.blogspot.com
    http://camoesdecueca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Antenado sim, ignorante nunca! Uma coisa não justifica outra. Quando eu estudava, fazia muito resumo e redação em aula e hoje parece que essas grades já não tem muito espaço. Tudo é digitalizado e copiado da internet. Uma pena porque escerver e resumir nos fazem pensar, refletir sobre o assunto abordado.

    ResponderExcluir
  5. Roberto
    Acho que isso pode ser até usado, mais você tem que saber a situação.
    Na internet acho super normal e aceitável, mais é claro que em uma prova ou redação temos que usar uma linguagem e escrita mais formal.
    bj

    ResponderExcluir