sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Os prejuízos estão na nossa conta

Hoje pela manhã um ônibus da Autobus linha 615 quebrou. Estava lotado de pessoas indo trabalhar, que com certeza chegaram atrasadas nos seus afazeres.

Fiquei refletindo sobre quem está "pagando esta conta".

Aumento das passagens, redução de imposto, que claro, beneficiam os proprietários das empresas de ônibus.

Há alguns anos estamos sofrendo com esta precariedade do serviço de transporte coletivo prestado na cidade.

Poxa, não há como negar que quem está pagando isso é a população que está sofrendo com isso tudo e perdendo oportunidades, vagas no mercado de trabalho, além da paciência.

Tudo isso por causa da morosidade em se tomar uma decisão que acabe de uma vez por todas com este problema.

Sei que o prefeito tem justificatica pra isso tudo, mas nada que possa efetivamente agradar o usuário do sistema.

Não aguentamos mais isso tudo.

Será que alguém vai pagar os prejuízos sofridos pelos petropolitanos?

5 comentários:

  1. Os próprios petropolitanos vão continuar pagando.
    Sei lá.
    A lei deveria fazer com que ao começar uma nova administração, as sequelas deixadas pela anterior fossem - se em dinheiro, esquecidas e se em pendências nos serviços, deveriam ser priorizadas.
    O antigo prefeito ficou sócio de empresas de ônibus, isso não é segredo.
    Deu 10 anos de concessão prá uma empresa por conta do transbordo e deu de um modo irrevogável.
    Não sei o que não pode ser mudado.
    Penso que a atual administração deveria tomar as rédeas, deveria acordar com os juízes da cidade sobre o que pode ou não ser feito nesse sentido e em outros.
    Nada que um alvará não resolva mas a questão, é que - quem teve poder uma vez, o terá sempre, porque forma grupos e tais grupos formam o sentido de divisão.
    Dia - o prefixo que indica divisão. Por isso é prefixo do nome diabo mas disso nem o diabo gosta.
    Fossem interessados no bem comum, pessoas que tiveram o poder deveriam ter o mínimo de honradez para ao menos, se calarem.
    O jogo tá sujo.
    E quem vai limpar são os mesmos que vão pagar essa conta. Nós.
    Obs: ou vamos limpar ou vamos ter que comprar galochas ( no sentido literal e figurado)
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Roberto a verdade é que esta intervenção não vai dar em nada já em janeiro as empresas serão entregues aos seus donos para que os mesmos voltem a administrar no máximo por mais 5 meses pois os mesmos irão abrir falência e deixar todos os seus funcionários a ver navios.
    Nestas empresas de ônibus só tem pilantras e o prefeito junto com o procurador parece que está com medo deles, pois já devia ter aberto concessão para novas empresas a ter mandado estes vermes sumirem da nossa cidade.
    AUTOBUS, PETRÓPOLIS E ESPERANÇA NUNCA MAIS .............

    ResponderExcluir
  3. Passageiro Revoltado11 de dezembro de 2010 11:50

    No trecho citado: "...ônibus da Autobus linha 615...", há um erro: Autobus não opera a linha 615 pois esta pertence à Petrópolis. Logo, ou é a Petrópolis que tinha o carro quebrado, na linha 615 ou a Autobus em outra linha!!! Sei que não é esse o assunto mas se vamos cobrar, temos que citar os fatos corretamente!!! Sobre o processo de intervenção, licitação, enfim, ainda acho que vai dar em pizza!!!! As empresas vão ficar por aqui mesmo, com seus donos... Aguardem e verão!!!!

    ResponderExcluir
  4. Desculpe, erro meu, o carro é da viação Petrópolis. obrigado.

    ResponderExcluir
  5. Meu protesto contra a velocidade dos ônibus na Barão do Rio Branco, colando na traseira dos carros que diminuem a velocidade onde tem pardais.
    Onde está a CEPTRANS? Porque os ônibus não são multados?
    Se a redução de velocidade exclui os transportes coletivos, porque não excluir para os demais?

    ResponderExcluir